O Atentado em Barcelona – Causas e Motivos do Ataque

O Atentado em Barcelona - Causas e Motivos do Ataque (AQUI)

 

Atentado em Barcelona (Fotos: Divulgação/Google/Imagens)

O atentado por meio de atropelamento ocorreu nas imediações da praça Catalunha, em La Rambla na cidade espanhola de Barcelona. O jornal local “La Vanguardia” diz que o veículo atingiu vítimas ao longo de 600 metros da via.

Tragédia em 1 prólogo, 2 atos e nenhum epílogo a vista.

O terrorismo tem uma longa história na Europa, começando desde o Século XVIII e percorrendo a longos e constantes passos até o século XXI. Toda a sorte de pessoas esteve envolvida nesse tipo de ato, desde os cristãos, judeus, islâmicos, direitistas, esquerdistas, nacionalistas, apátridas.

Todos aqueles que não entram em guerras diretas com seus adversários fizeram o uso dessa técnica. Especialistas advogam que o terrorismo não é uma marca cultural e sim um método usado por uma força beligerante pequena que não pode enfrentar seus inimigos em um combate em larga escala, ou que não são uma nação. E como não podem enfrentar o inimigo de igual para igual usam uma arma de dissuasão psicológica: o terror.

Esse método pode ser traduzida para várias línguas: terrorismo (português), terrorism (inglês), terorizam (bósnio), терроризм (russo) , إرهاب (árabe).

E no dia 17/07/2017, mais uma vez a el terrorismo foi escrito, com o sangue dos espanhóis de barcelona.

Prólogo: os atores

O Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL):´uma organização jihadista islamita de que opera majoritariamente no Oriente Médio e tem expandido suas operações pelo mundo e atraído a atenção de toda juventude. Os últimos anos de nosso século tem trazido grande conforto material para grande parte da população, mas também um grande vazio existencial e espiritual o que tem feito os jovens aderirem a esse tipo de organização extremista.

Atentado em Barcelona (Fotos: Divulgação/Google/Imagens)

Outros exemplos podem ser vistos pelo mundo, desde a marcha de neonazistas em Charlottesville no último dia 11, até manifestações contra direitos das mulheres, de negros e outros casos de intolerâncias centrados e dirigidos por grupos que usam a violência como modo reivindicatório.

Nascido em entre 2003 e 2004 o Estado Islâmico tem proclamado autoridade sobre todos os islâmicos do mundo e agido de maneira sádica na Guerra da Síria.

Espanha: segundo o próprio EIIL seus atos de terror é revidar os ataques militares que o grupo tem sofrido em seus principais redutos, Síria e Iraque.

Como a Espanha faz parte da coalizão de países que conduzem operações militares contra o Estado Islâmico nesses países a organização entende que está travando uma guerra, uma guerra que não pode sustentar longe de seu território, devido à falta de logística, armas, pessoal treinado e outras formas convencionais de guerra.

Em resumo, o Estado Islâmico está fazendo uso da tática clássica para enfrentar outro país ou Estado nesse tipo de situação: ataques surpresas contra civis, usando recursos a disposição para feri-los ou mata-los, o que organiza e amplifica a opinião pública contra o Estado Espanhol o que, por sua vez, viria pressioná-lo a deixar a coalizão.

Primeiro Ato

Novos velhos tipos de terror foram utilizados nesse ataque: o uso de automóveis, mas não no modo clássico de carro-bomba que geralmente estamos acostumados desde o século XIX: dessa vez o automóvel não foi o portador da morte; ele foi o instrumento em si: foram duas vans; onde uma delas foi usada de fato no atropelamento em La Rambla.  A segunda foi localizada na cidade de Vic, a cerca de 60 km ao norte de Barcelona.

Segundo Ato

Esse tipo de atentado está se tornando mais comum do que se imagina, tendo sido nomeado como  parte das chamadas táticas low cost onde se utilizam meios baratos e disponíveis  e acessíveis, de baixa fiscalização das autoridades para perpetrar atos de terror. Na Europa como um todo foram oito atentados por meio de atropelamentos em massa.

Logo no dia seguinte ao atentado de Barcelona( sexta ,18) segundo o fuso espanhol,  a polícia catalã  ao realizar uma operação em Cambrils, cidade a cerca 117 km de Barcelona identificou e matou  4 supostos terroristas e feriu outro. Segundo as autoridades, 6 civis e 1 policial ficaram feridos na tentativa de ataque. Embora nenhum tipo de explosivo tenha sido localizado pela polícia espanhol, continuam suas investigações.

Nenhum epílogo a vista

Dificilmente haverá uma solução para esse tipo de conflito, pois é do interesse das coalizões contra o Estado Islâmico impedir essa organização de se expandir pelo mundo islâmico. O terror não é um estado da mente fácil de eliminar. Nem por meio de balas.

Homenagem na Sagrada Família

Homenagem na Sagrada Família (Foto: Susana Vera / Reuters)
Atentado em Barcelona (Fotos: Divulgação/Google/Imagens)

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.