Tudo Sobre Dinheiro e Felicidade

Descubra se o dinheiro realmente traz felicidade e qual a relação entre esses dois temas.

Tudo Sobre Dinheiro e Felicidade (Foto: Divulgação/Google/Imagens)

Muitas pessoas fazem uma relação direta entre o dinheiro e a felicidade, assim como, muitas pessoas acreditam que o dinheiro poderá ser uma grande fonte de felicidade em suas vidas.

Existem pessoas que buscam pelo dinheiro, tentando prosperar economicamente, acreditando que quando finalmente tiverem uma boa quantidade de dinheiro serão realmente felizes.

Mas será que é o dinheiro que realmente traz felicidade para as pessoas? As pessoas mais ricas são mais felizes? Qual a relação entre o dinheiro e a felicidade?

Esse artigo pretende demonstrar a relação entre esses dois temas e responder à essas perguntas.

Afinal, o dinheiro traz felicidade?

A relação entre o dinheiro e a felicidade não é tão direta quanto as pessoas pensam. Muitas pessoas acreditam que o dinheiro irá fazer com que elas se sintam felizes, tendo mais felicidade em suas vidas por terem dinheiro e bens materiais.

Porém, não é bem assim. De acordo com os dados OMS (Organização Mundial da Saúde), a depressão é um transtorno sério que acomete também os países mais ricos (e pessoas ricas), por exemplo, 21% da população da França, 19,2% da população dos EUA e 17,9% da população da Holanda tiveram pelo menos um episódio de depressão em suas vidas.

Tudo Sobre Dinheiro e Felicidade (Foto: Divulgação/Google/Imagens)

Ou seja, países ricos, em que as pessoas tem boa qualidade de vida, com uma economia relevante e satisfatória, não necessariamente são felizes, pois existem outros aspectos mais importantes que afetam diretamente a felicidade delas.

Essas aspectos envolvem a saúde física e mental, os acontecimentos da vida, a história familiar, o sucesso profissional e pessoal e assim por diante.

Em relação ao ganho do dinheiro, outros estudos demonstram que ganhar mais, não necessariamente traz felicidade para as pessoas. De acordo com os estudos, existe um limite em que o dinheiro traz a felicidade, principalmente quando traz conforto e segurança.

Portanto, quanto mais uma pessoa recebe por mês, não aumentará o seu nível de felicidade. Na verdade, o resultado dos estudos demonstra o nível econômico subindo e a parcela de felicidade estagnando.

Podemos afirmar que cada pessoa tem o seu nível de felicidade, que se altera de acordo com os momentos da vida, portanto, tendo mais dinheiro, isso não significa que esse nível de felicidade irá aumentar.

É preciso buscar uma maior compreensão de si, para se aceitar e conviver de acordo com seus limites e potencialidades.

O que o dinheiro traz?

Os estudos a respeito da relação entre o dinheiro e a felicidade são feitos com pessoas que já tem um nível econômico em que possam viver a vida de forma confortável, possuindo alguns bens materiais.

Outros são feitos com pessoas que recebem uma grande quantidade de dinheiro, como por exemplo os vencedores da Mega-Sena. Nesse caso, os estudos demonstram que a longo prazo, as pessoas não ficaram mais felizes, e sim, tiveram picos de felicidade por ter vencido e recebido o dinheiro, mas com o tempo o nível de felicidade volta próximo ao que era antes.

Porém, o dinheiro pode trazer para as pessoas um maior conforto e, principalmente, maior segurança em relação a vida, pois poderão arcar com problemas, principalmente os problemas relacionados à saúde. Dessa forma, o dinheiro passa as ser uma saída mais fácil para lidar com algumas situações.

Portanto, apesar de não trazer felicidade, o dinheiro pode contribuir para outros aspectos da vida.

A falta de dinheiro pode trazer infelicidade?

Apensar de não estar tão relacionado com a felicidade como as pessoas pensam, a falta do dinheiro pode trazer infelicidade sim.

Isso nos casos mais extremos em que a pessoa realmente passa dificuldades pela falta de dinheiro, tendo dificuldades para obter o alimento de cada dia e até mesmo de ter uma moradia digna.

Portanto, é preciso separar a falta de dinheiro, por não ter condições de comprar algo desejado (o mais comum), pela falta de dinheiro por não receber o suficiente para levar uma vida digna.

Pois a falta de dinheiro pode acarretar em problemas sérios, principalmente quando não se pode arcar com consultas médicas ou ter acesso a uma boa alimentação, entre outros aspectos.

É preciso passar a pensar na felicidade como algo que está dentro de nós, que surge a partir da forma como nós vemos e percebemos o mundo e as coisas que acontecem ao nosso redor e não como algo que vem de fora.

Afinal, você pode até ficar contente por ter recebido um aumento ou uma bonificação, mas isso não vai trazer mais felicidade para a sua vida. O que vai trazer felicidade são as escolhas que você faz, a vida que você leva e, principalmente, a forma como você aprende a lidar com as situações da sua vida.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.