FeedBack – Significado

O Feedback é o momento no qual o patrão, chefe ou responsável por um ou mais colaboradores de uma empresa, convoca, individualmente ou coletivamente, os colaboradores para uma troca de informações sobre o trabalho realizado até o momento.

O que é FeedBack (Foto: Divulgação/Google)

Originário de ciências como Física, Química, Biologia, Engenharia e outras, o termo Feedback tornou-se fundamental para o segmento administrativo e financeiro por ter se tornado em uma ferramenta gerencial e de liderança de suma importância dentro de uma empresa.

Registra-se como Feedback o processo no qual uma informação de um período passado no trabalho feito pelo colaborador que será analisada e, caso necessário, permitirá ajustes que mantenham um sistema funcionando corretamente.

O Feedback também é conhecido por alguns do meio empresarial e de recursos humanos como “correção”, mas esse não é um termo muito correto e que acessa completamente a essência do que o Feedback realmente é.
“Correção” é uma clara expressão da existência de algo a ser corrigido quando um ou mais colaboradores ficaram devendo em suas funções e precisaram de um retorno da parte de seus superiores, enquanto o Feedback pode ser utilizado para maximizar o que já está bom.

Assim sendo, Feedback não é uma opinião que expresse um sentimento ou emoção e nem uma reprimenda, porém um retorno que válida ou invalidando uma forma de trabalho e/ou um determinado comportamento com base em parâmetros claros, objetivos e verificáveis.

Conceito e definição punitiva

Como ficou claro acima, o Feedback é um conceito de verificação de comportamento e trabalho que serve para, em conversa (que pode ser só falada ou com apresentação de dados, estatísticas, slides e outros) resolver posturas de trabalho e comportamento para corrigir uma situação de trabalho ou ainda melhorar
Feedbacks podem e devem ser utilizados como ações de validação e até congratulação perante condutas e resultados positivos, mas eles também devem ser utilizados para salientar equívocos e discrepâncias de desempenho, quando ocorrerem.

No entanto, isso não significa que a liderança da empresa não possa aplicar nenhum tipo de punição ou restrição ao colaborador no período ao qual ele esteja na empresa, deixando claro que um determinado comportamento (como excesso de conversa durante o expediente) não será mais tolerado, evidenciando, porém, que punição e feedback são conceitualmente e pragmaticamente diferentes.

Mas é errado usar a prática do feedback como punições severas demais ou desproporcionais, que façam as pessoas se sentirem humilhadas, punidas e não ajudadas a melhorar e/ou com autoestima rebaixada, pois tal expediente mais traria prejuízo na performance de um funcionário do que alguma melhora, o que contradiz completamente o conceito de Feedback.

O Feedback correto busca:

  • Em hipótese alguma quebre o princípio da confiança entre funcionário e liderança;
  • Mantenha o respeito;
  • Mantenha o princípio da ética;
  • Perceba o tipo de feedback adequado para a situação (validação ou correção);
  • Não misturar sentimentos no feedback;
  • Objetivos claros postos na mesa;
  • Observar o melhor momento para o feedback;
  • Observar a maneira mais adequada para o feedback (sempre que possível, que seja dado pessoalmente);
  • Analise se este é um Feedback coletivo ou individual (nunca exponha alguém a constrangimentos);

Tenha plena certeza de que sua mensagem foi clara e bem compreendida.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.

error: todos os direitos reservados!!